'Crime do pó preto faz mais vítimas do que casos de Mariana e Brumadinho juntos'

Eraylton Moreschi, da Juntos-SOS ES, denuncia crime silencioso e continuado da Vale e Arcelor no Estado

Presidente da Juntos-SOS Espírito Santo Ambiental, entidade combativa na luta contra a poluição do ar na Grande Vitória, Eraylton Moreschi denuncia crime silencioso e continuado da Vale e ArcelorMittal: o pó preto.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
1 Comentários
  • João Francisco , quinta, 07 de março de 2019

    Acredito que ainda em 2019 a nova Diretoria da Vale seja afastada se não cuidar desse CRIME AMBIENTAL que pratica todos os dias do ano, por lançar 10,1 t de Pó Preto no ar. A SOCIEDADE saberá cobrar da Vale a responsabilidade pela morte de crianças e idosos.

Matérias Relacionadas

Ato pedirá justiça no caso de irmãos executados em assentamento

Luiz Carlos e Antônio Raiz foram executados em Pedro Canário por policiais, que alegaram legítima defesa

Filme denuncia lobby político no crime da Samarco/Vale-BHP

Misturando ficção e documentário, ''O Amigo do Rei'' entrará em cartaz no Cine Sesc Glória em Vitória

Exposição de fotos registra pó preto na Praia de Camburi

"Quanto vale ou é em pó", de Zélia Siqueira, será inaugurada dia 17 na Biblioteca Central da Ufes

Comunidades do Rio Doce ainda aguardam homologação de assessorias para reparação

Entidades da área jurídica entregaram carta a governadores de MG e ES cobrando gestão participativa