Rose de Freitas anuncia em plenário licença do mandato por quatro meses 

Período será utilizado pela senadora para cuidados da saúde; o empresário Luiz Pastore assume a cadeira

A senadora Rose de Freitas (Podemos) anunciou em plenário nessa terça-feira (12) que vai se licenciar do cargo pelo período de quatro meses para tratamento médico. Em seu lugar assumirá seu primeiro suplente, o empresário e financiador de sua campanha, Luiz Osvaldo Pastore (MDB).

Ela informou que há dois anos enfrenta dificuldades de locomoção e nos últimos dias, após uma sequência de exames, descobriu estar acometida por uma infeção bacteriana, chamada riquétsia, causada pela picada de um carrapato. Ela lamentou o baixo investimento do país em pesquisa científica, razão pela qual há poucos infectologistas em atuação no Brasil.

Em atuação no Congresso há 38 anos, a senadora, que foi deputada constituinte e tem um mandato voltado para os direitos das mulheres, explicou que após apelos de familiares e colegas do Senado, como os senadores Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Eduardo Braga (MDB-AM), decidiu pelo afastamento e se dedicar à saúde.

Rose de Freitas agradeceu aos senadores e ao presidente da Casa, Davi Alcolumbre, pela contribuição no desempenho da sua atividade parlamentar e os apresentou seu suplente, presente à ocasião. "Mas eu estou indo com muita determinação de voltar aqui andando com liberdade, pensando sem me assustar, e não tendo a sofreguidão que estou tendo agora. Portanto, eu queria, Pastore, entregar o desempenho dessa tarefa nas suas mãos, ao lado desses companheiros valorosos e agradecer do fundo do meu coração por tudo, pela generosidade, pela paciência", agradeceu, cumprimentada por vários senadores.

Luiz Pastore é filiado ao MDB de Vila Velha, no Espírito Santo, desde 1986. Ele é empresário do setor de importação e transformação de cobre e alumínio, já foi suplente do ex-senador Gerson Camata (1941-2018) e chegou a assumir o Senado entre 2002 e 2003. Desde que Rose foi eleita ao Senado, especulações no mercado político indicavam o desejo de Pastore ocupar a cadeira durante parte do mandato de oito anos. O empresário é dono da Copper Tranding, responsável por boa parte do financiamento da campanha de Rose, ao todo R$ 1,21 milhão.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Audifax é impedido por Conselho de Saúde de terceirizar Hospital Materno

Em assembleia realizada na última sexta-feira, maioria dos conselheiros vetou gestão compartilhada 

'O não infectado não tem noção do que o espera após o diagnóstico'

No Dia Mundial de Combate à AIDS, ativista alerta: visibilidade caiu mas número de contagiados aumenta

Exposição reúne fotografias feitas por mulheres que vivem com HIV

A mostra Olhares Posithivos será lançada na Ufes junto com exibição de filme e debate com ativistas

Empresário Luiz Pastore assume cadeira de Rose no Senado

Senadora capixaba tirou licença de quatro meses para tratamento de saúde