Governo anuncia mais cinco órgãos que funcionarão no Centro de Vitória em 2020

Idaf, Agerh, Secti e Fapes funcionarão na antiga loja C&A. Já o Ciretran, na Rua Henrique de Novaes

O governador Renato Casagrande anunciou, nesta sexta-feira (27), a transferência de mais cinco órgãos estaduais para o Centro de Vitória em 2020. Em solenidade no Palácio Anchieta, foi assinado o contrato de locação do imóvel onde funcionarão o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh). A Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Vitória; a Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) também serão transferidas para o bairro.

Em 2020, o Idaf e a Agerh serão acomodados no espaço onde funcionava a loja C&A, no Edifício Trade Center, situado à Avenida Jerônimo Monteiro. O imóvel, com área de quatro mil metros quadrados, receberá 257 servidores das autarquias. O Edifício Trade Center também será a nova sede da Secti e da Fapes no próximo ano. Elas ocuparão o 1º e 2º andares do prédio, cuja área é de 1,9 mil metros quadrados. Ao todo, 157 servidores trabalharão no local. Já a Ciretran, que conta com 43 profissionais, realizará atendimento ao público num prédio de 1,8 mil metros quadrados, localizado na Rua Henrique de Novaes, com acesso também pela Avenida Princesa Isabel.

As mudanças de sede e o pagamento dos aluguéis ocorrerão assim que os locadores concluírem as obras de reforma e entregarem as chaves dos imóveis. Dentre as intervenções que serão realizadas, estão a substituição de pisos; manutenção de esquadrias; adequação de rede elétrica, climatização e de banheiros; reparo de paredes e infiltrações; e instalação de divisórias. Atualmente, os cinco órgãos estão alocados no bairro Mata da Praia, também na Capital.

“É uma decisão política do Governo começar um caminho de volta dos órgãos públicos para o Centro de Vitória. Queremos criar uma região administrativa. Claro que não dá para fazer tudo em um ano e talvez não em uma administração, mas estamos começando o caminho de volta. Na década de 90 começou o caminho de saída e em 2019 começamos o caminho de volta. Agora em 2020 alguns órgãos já vão voltar e estamos trabalhando para iniciar o processo de retorno de outros”, afirmou o governador Casagrande.

A secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, destacou que, além de contribuir para a revitalização do Centro de Vitória, a iniciativa proporcionará uma economia para o Estado. “A transferência do Idaf e da Agerh para a região central de Vitória reduzirá em R$ 857 mil por ano os gastos que as duas autarquias têm com aluguel de suas sedes. Já a Ciretran economizará anualmente R$ 576 mil e a Fapes e a Secti R$ 715 mil”, observou.

O primeiro contrato de locação de imóvel no Centro de Vitória foi assinado em julho deste ano, quando a Seger anunciou que a Secretaria de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb) seria a primeira a se mudar para a região. A Sedurb está atualmente alocada no centro empresarial de um shopping, na Praia da Costa, em Vila Velha.

Em 2020, a pasta ocupará dois andares do Edifício Ames, localizado na Rua Alberto Oliveira Santo. O espaço está sendo reformado pelo locador, o Conselho Regional de Contabilidade do Espírito Santo (CRC-ES), para adequá-lo ao recebimento de 96 servidores.  Após a mudança de sede, a Sedurb terá economia anual de R$ 280,6 mil com custos de aluguel.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Uma vez líder...

Enivaldo dos Anjos: um ex-líder do governo, na versão 2020, melhor até que a encomenda

Câmara convoca secretária para explicar falta de médicos para pessoas com HIV

Cátia Lisboa, que dirige a Saúde em Vitória, deve comparecer ao legislativo no dia 17 ou 20 deste mês

Moradores do Centro querem gestão participativa do Mercado da Capixaba

Temor é de que edifício público seja entregue à iniciativa privada sem espaço para diálogo com entorno

Em 'Fenda e Vulcão', a literatura feminista de Cora Made

Autora apresenta sua primeira obra publicada na Quarta Literária do Thelema, no Centro de Vitória