Casa antiga será transformada em espaço cultural no Centro de Vitória

Loja Thelema e outros empreendimentos se juntam na Rua Graciano Neves, a partir de fevereiro

Prestes a completar dois anos de existência, a loja colaborativa Thelema vai comemorar aniversário em um novo espaço. Uma casa antiga que estava desocupada há cerca de quatro anos na Rua Graciano Neves, em pleno Centro de Vitória, será o local para abrigar não só a Thelema e seus eventos culturais mas também outras iniciativas ligadas à economia criativa.

A varanda do imóvel e seu interior devem virar um dos novos pontos de encontro culturais do Centro, recebendo tanto projetos permanentes já existentes como Quarta Poética, que já realizou 20 edições com escritores locais, Conversas Filosóficas, que abordou temas como niilismo, feminismo, negritude e outras, o Prosas Literárias e o Sarau da Barão como outras propostas a serem inauguradas a partir do espaço como o Trocando em Miúdos e o Todo Mundo Explica, clube de leitura baseado na obra e pensamento de Raul Seixas.

Ruth Léa e David Rocha são responsáveis pela Thelema que funcionará em novo espaço. Foto: Vitor Taveira

Como loja colaborativa, a Thelema, além de sua tabacaria, inclui os projetos Coisas de Ruth, Cacau Moda Afro, Editora Pedregulho, Lobana Style Alternativo, AfroJapa, Kavernistas e Anima Geek. O novo espaço também abrigará o estúdio de tatuagem Sete Luas Collab, o brechó Espaço Graciano Neves, além de contar com espaço verde, escritório compartilhado e banheiro.

Davi Rocha, fundador da Thelema, explica que a mudança de local se deu por dois motivos. O primeiro era buscar um espaço maior que pudesse comportar mais pessoas, já que o ponto na Rua Gama Rosa podia receber pouco mais do que 30 pessoas e por vezes ficava lotado. Outro fator foi a difícil relação com vizinhos do prédio, que reclamam por conta do uso da calçada durante os eventos.

A ocupação da calçada é uma das marcas dos eventos da Thelema. Foto: Divulgação

É justamente reivindicando essa ocupação das ruas e a máxima de Sérgio Sampaio de que “lugar de poesia é na calçada”, que o Thelema se despede da antiga sede nesta quarta-feira (29), às 19h, com seu “rock de despedida” denominado “Ocupa Calçada” na Gama Rosa.

No sábado, dia 2 de fevereiro, o Thelema abre as portas já no novo local, na Rua Graciano Neves, número 90. A inauguração oficial será no dia 6 de fevereiro, contando com uma edição do Sarau da Barão e a presença de artistas convidados como os músicos Fraga Ferri, Carlos Rabello e Maicon Sete Cordas, os poetas Érica Carneiro, Guilene Leonardi, Josi Nery, Adrielly Costa e aos performers Danilo dos Anjos e Thais Almeida, além de outros a confirmar.

 A estrutura original da fachada da antiga casa será mantida somada à uma pintura especial elaborada pelo Sete Luas Collab, dando um toque artístico para a construção.

Ampliar a capacidade de participantes para o evento foi um dos motivos da mudança da Thelema para nova sede. Foto: Divulgação

A Thelema, que capitaneia o novo espaço, surgiu fevereiro de 2018 na Rua Gama Rosa com a proposta de atuar como tabacaria e loja de roupas indianas, mas logo foi recebendo atividades culturais. O nome se refere à Lei de Thelema, reivindicada pelo cantor e compositor Raul Seixas, uma importante referência para a loja. “Faça o que tu queres pois é tudo da lei. O amor é a lei”, diz a filosofia postulada por Aleister Crowley.

AGENDA CULTURAL

Inauguração da nova loja colaborativa Thelema

Quando: Quinta-feira, 6 de fevereiro, 19h

Onde: Rua Graciano Neves, 90, Centro de Vitória

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Fabio Pinel mostra seu dom de cantar

Sambista da nova geração do Espírito Santo lança seu primeiro álbum de obras autorais

Poetisa popular ganha homenagem nos muros da Serra

Na coluna: hinos do carnaval, novo ateliê no Centro, livros censurados em exposição, Carnaval de Congo

Reciclafolia já aproveitou mais de 50 toneladas de fantasias no carnaval

Projeto surgiu de moradores do entorno do Sambão do Povo preocupados com descarte incorreto pós-desfiles

Boa Vista é bicampeã do Carnaval de Vitória em 2020

Com enredo sobre a música capixaba, escola de samba de Cariacica chegou ao sexto título em sua história