Caminhando no labirinto

Deixe seu espírito vagar por caminhos já percorridos por muitos pés, há milhares de anos. Seu coração vai encontrar a saída


Sou tão brasileira quanto você

Encerrando as comemorações da Semana da Paz - lembre-se de continuar exercitando a paz em sua vida - fui caminhar no labirinto. Minha fascinação por essa construção milenar vem de longa data, mas quem não se deixa seduzir por eles? De acordo com os dicionários, labirinto é uma vasta construção onde um emaranhado de salas e galerias se entrecruzam para dificultar a saída. Ou uma estrutura composta por vários caminhos interligados para confundir o caminhante lá dentro. Mas não tenha medo: se há uma entrada, haverá também uma saída.

*

Apesar dos muitos sinais de entrada e saída estrategicamente fincados por toda parte, a vida moderna está cheia de lugares que se adaptam a essas descrições. Como estacionamentos dos shoppings, onde caminhamos horas para achar onde estacionamos o carro. Ainda mais complicados são os corredores desses templos de consumo, elaborados de tal forma que é preciso dar voltas e voltas, estrategicamente expostos à tentação de muitas vitrines, para chegar ao final da linha. Isso sem nem citar o traçado das grandes cidades, forçando os incautos viajantes a andar de mapas na mão: um olho nas atrações turísticas, o outro no Google app. 

*

Labirinto mais complexo que o de Creta é a burocracia das instituições públicas, trâmites difíceis de superar para conseguir um documento, uma licença para instalar uma carrocinha de pipoca, abrir um boteco, tirar um certificado de óbito, mesmo se levar o defunto junto, ou corrigir uma atestado que redigiram com erro. Mas os campeões são os processos judiciais, principalmente no cível: entrou ali não sai nunca mais. Mas essa é a semana da paz, portanto, entre no labirinto.

****

Os labirintos já existiam muito antes de Dédalo construir o famoso labirinto para residência fixa do minotauro. Desenhos dessas construções foram encontrados na pré-história, nas mais variadas culturas. Muito usados na meditação, eles representam a viagem para o autoconhecimento, o desenvolvimento espiritual, o crescimento interior. O antigos sabiam que o círculo é a representação da vida, com o poder da transformação. Caminhar no labirinto incentiva a reflexão, pois são símbolos de harmonia e integração. Entre no labirinto e deixe seu espírito vagar por caminhos já percorridos por muitos pés, há milhares de anos. Seu coração vai encontrar a saída. 

*

A Bacia Amazônica é um labirinto natural, talvez o maior do mundo, abrigando os 15 mil afluentes do maior rio do mundo. Com certeza é o mais antigo de todos os labirintos: 55 bilhões de anos. Crie seu labirinto imaginário fazendo de contas que você caminha sob 390 bilhões de árvores, muitas delas ainda não estudadas pelos cientistas. Imagine passar por uma sumaúma, que os índios consideram a mãe de todas as árvores, a escada do céu. Pudera, ela pode alcançar até 90 metros. A biodiversidade da Amazônia é a maior do mundo: mais de um terço de todas as espécies vivas do planeta vivem na  Amazônia.


Ah, eu era assim...


Socorro, estou ficando assim...
 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.