Prefeito de Conceição da Barra muda agenda e faz recurso contra cassação

Francisco Vervloet, o Chicão, permanece no cargo até a confirmação da sentença pela Justiça Eleitoral

Um dia depois de ter sua cassação decretada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES), o prefeito de Conceição da Barra, Francisco Bernhard Vervloet (PSDB), o "Chicão", veio a Vitória nesta quinta-feira (19) para providenciar recurso contra a decisão, que atinge também o vice-prefeito, Jonias Dionísio Santos (PSB), por abuso de poder político e econômico. 

Chicão permanece no cargo até a publicação do acórdão pela Justiça, confirmando a decisão. Caso isso ocorra, o substituto será o presidente da Câmara, Walyson José dos Santos Vasconcelos (PP), o Mautesinho, filho do ex-prefeito de Pedro Canário e de Conceição da Barra, Mateus Vasconcelos, preso por crimes tributários entre 2014 e 2017.

Também nesta quinta-feira foi divulgado o cancelamento da visita da vice-governadora Jaqueline Morais (PSB) ao município, para lançamento de um programa de qualificação profissional, enquanto os meios políticos e empresariais da cidade comentavam a decisão do Tribunal, adotada por unanimidade. 

Para o presidente do Clube de Diretores Lojistas, Roberto Malacarne da Silva, o fato é preocupante. “O município está redondinho e temo que possa voltar tudo aquilo que aconteceu no passado”, ressalta e, mesmo sem citar nomes, sinaliza para gestões anteriores, que colocaram o município como "um dos mais atrasados do Estado, apesar de sua condição de balneário bastante conhecido".

Da mesma opinião é o empresário Ronan Malacarne da Silva, irmão de Roberto, presidente da Associação Turística. “A cassação atrapalha muito o município, que vive outro momento, com tudo em dia, limpeza pública, segurança e funcionalismo”, afirma.

A cassação de Chicão ocorreu por meio de uma denúncia sobre abuso de poder econômico, decorrente de um programa lançado pela prefeitura quando ele ocupava o cargo de secretário de Assistência Social, que, de acordo com o processo, lhe deu grande visibilidade, favorecendo-o nas eleições de 2016. Ele disputou o cargo apoiado pelo ex-prefeito já falecido, Jorge Donati.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Espírito Santo está entre os seis estados com menores índices de desembargadoras

O TJES tem percentual de 11%. Segundo estudo do CNJ, há dificuldade para mulher avançar na magistratura

Prefeito e vice de Castelo têm mandatos cassados e TSE determina novas eleições

Luiz Calos Piassi (foto) foi condenado por improbidade administrativa em ação civil pública

TSE altera normas para aplicação de multa por propaganda eleitoral irregular 

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral acatou recurso do vereador de Vila Velha, Arnaldinho Borgo

Tribunal de Justiça abre inscrições para lista tríplice do TRE-ES

Vaga é relativa à classe dos juristas, em substituição ao Rodrigo Júdice