ONGs lançam campanha de divulgação da APA das Tartarugas

Única unidade de conservação marinha da Grande Vitória, APA protege rica biodiversidade e belas paisagens

Primeira unidade de conservação marinha da Região Metropolitana da Grande Vitória, a Área de Proteção Ambiental (APA) Municipal Baía das Tartarugas acaba de ganhar uma campanha de divulgação organizada por um conjunto de ONGs capixabas.

Sob a máxima de que “as pessoas só protegem o que sabem que existe!”, as entidades ambientalistas investem em excelentes imagens e relatos de moradores e turistas para exaltar a rica biodiversidade e os belos cenários protegidos pela APA.

A APA tem uma área de 1.685,47 hectares, estendendo-se desde o Complexo de Tubarão, passando por toda a Praia de Camburi, até a altura da Terceira Ponte, incluindo as Ilhas do Boi e do Frade e a Curva da Jurema.

Além das tartarugas marinhas, que dão nome à UC, destacam-se ainda baleias Jubarte, golfinhos, cavalos-marinhos, corais, aves costeiras e peixes de diversas cores e formatos.

Em meio à fauna e flora, esportistas de diversas modalidades – natação, caiaque, canoagem, stand up paddle, jet ski, mergulho contemplativo, vela, lanchas, remo e windsurfe – também são parte da paisagem local.

Tanta beleza contrasta frontalmente com a intensa poluição do ar e das águas que acomete a região, seja pela produção industrial da Vale e da ArcerlorMittal ou pelo esgoto in natura que é coletado por rios e córregos e deságua no mar da capital.

Perto de completar um ano de existência – foi criada pelo Decreto municipal nº 17.342, de 3/5/2018 – a Baía das Tartarugas tem como objetivo “garantir o não adensamento populacional, a manutenção dos limites construtivos, o controle dos usos nas áreas urbanas e a recuperação ambiental nas Ilhas do Boi e do Frade, assegurados pelo zoneamento e definições do Plano Diretor Urbano (PDU) da capital”.



No site do Instituto Últimos Refúgios, uma das ONGs a capitanear a campanha, há dicas de algumas das praias incluídas na área da APA: Ponta de Tubarão, com suas pequenas praias de formações rochosas, excelentes para o mergulho; a Praia de Camburi, com sua grande estrutura de lazer no calçadão e prática de vários esportes; as ilhas do Boi e do Frade, também ótimas para o mergulho com snorkel e natação; e a Curva da Jurema, muito procurada por famílias com crianças que podem brincar em suas águas rasas.

Redes sociais

Nas páginas da campanha no Instagram e no Facebook, os internautas são convidados a participar, enviando fotos ou vídeos.

Apoio

Até o momento, declararam apoio à Campanha, além do Últimos Refúgios, o Projeto Pegada, o  Instituto Ecomaris, a Vida de Ilha, o Projeto Amigos da Jubarte, o Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos (Ipram), o Instituto O Canal, a Escola Monteiro Lobato, a Escola Uirandê, o Instituto Marcos Daniel, a ONG Voz da Natureza e a Associação dos Moradores, Proprietários e Amigos da Ilha do Frade (Samifra).

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.