OAB realiza audiência com advogados sobre novo horário da Justiça do Trabalho

Evento na próxima terça-feira vai reunir advogados para debater proposta que objetiva reduzir custos

Diante da proposta da Justiça do Trabalho de unificação dos horários de atendimento, alegando necessidade de redução de custos, a Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Espírito Santo (OAB-ES) decidiu convocar audiência pública para a próxima terça-feira (20), às 17 horas, na própria instituição - Centro de Vitória -, para debater as mudanças com os profissionais da área. 

Na ocasião, um representante da Justiça do Trabalho irá apresentar à classe o comunicado feito recentemente à Ordem e ao Sindicato dos Advogados do Espírito Santo(Sindiadvogados) pela presidente e corregedora do Tribunal Regional do Trabalho 17ª Região (TRT-ES), desembargador Ana Paula Tauceda Branco. Também participarão, pela OAB-ES, a vice-presidente, Anabela Galvão, o presidente da Comissão de Direito do Trabalho e Sindical, Edwar Félix, e o presidente do Tribunal de Ética e Disciplina, Alberto Nemer.

A proposta do Tribunal Regional do Trabalho prevê o funcionamento das unidades no mesmo período, com atendimento e audiências apenas de 12h às 19h, período oficial que na prática se estende, pois algumas varas realizam audiências pela manhã. Desta forma, o órgão pretende reduzir os custos com energia, telefone e funcionários terceirizados, amenizando a grave crise orçamentária que alega como justificativa para a alteração.

O TRT 17ª região garante que a mudança não resultará em prejuízo aos jurisdicionados. Mas, para entrar em vigor, a proposta de unificação de horário ainda será submetida ao Pleno do Tribunal, composto pelos 12 desembargadores. 

Vale lembrar que a nova sede da Justiça do Trabalho capixaba, localizada na Enseada do Suá, prevista para ser concluída em 2014, ainda segue em obras. O motivo para o atraso também seria falta de recursos. 

Pelo orçamento inicial, a obra custaria R$ 108 milhões, mas, em 2018, já estava em R$ 211 milhões. O aumento, de acordo com a direção do TRT, se deveu à atualização dos valores e aos 25 aditivos ao projeto, novos serviços que não estavam previstos. Atualmente, está em fase de acabamento e instalações em geral, com 65% das intervenções concluídas.

Leia Também:

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

De novo, a OAB

Ainda dá tempo de os deputados partirem pra cima do MPES-Eder como fazem agora com a OAB de Rizk...

Tribunal Regional do Trabalho só funcionará à tarde a partir de janeiro de 2020

O horário, aprovado pelo Pleno do TRT-ES, será unificado de 12h às 19h para contenção de despesas

Grupos de advogados pedem intervenção na OAB-ES e já sinalizam sucessão de Rizk

O atual presidente, José Carlos Rizk Filho, foi eleito em novembro de 2018, concorrendo com duas chapas

Observatório indica diferença de R$ 900 entre salários de negros e brancos

Ferramenta foi lançada pelo Ministério Público do Trabalho para combater discriminação