Nome de Jaqueline volta a ser sinalizado para a Prefeitura de Cariacica

Jaqueline Moraes tem histórico na militância de movimentos sociais e foi vereadora em Cariacica

Primeira mulher a assumir o governo do Estado, a vice-governadora Jaqueline Moraes, governadora em exercício até o próximo dia 27, volta a ter o nome comentado nos bastidores políticos como forte alternativa do PSB para disputar a Prefeitura de Cariacica, seu reduto eleitoral, em 2020. Jaqueline substitui o governador Renato Casagrande, em viagem à Itália.  

Nesta segunda-feira (23) Jaqueline assina seu primeiro ato como governadora em exercício, um decreto para a criação do observatório de políticas públicas para as mulheres, em parceria com o Instituto Jones dos Santos Neves, projeto que faz parte do programa da Vice-Governadoria.

Ex-vereadora, negra e da periferia, ela construiu um histórico de militância em movimentos sociais, fator que muito pesou na sua indicação para compor a chapa majoritária nas eleições de 2018, feita pessoalmente pelo então candidato a governador Renato Casagrande, desbancando a preferida do prefeito de Vitória, Lenise Loureiro (Cidadania), que hoje é secretária de Gestão e Recursos Humanos no Estado. 

A candidatura de Jaqueline deixaria espaço para o governador formar nova chapa, ampliando as articulações partidárias para sua reeleição e, ao mesmo tempo, buscaria garantir sua influência em Cariacica. Outra opção para a disputa no município em 2020, também comentada nos meios políticos, é o ex-vereador Adílson Avelina (Podemos), marido da governadora em exercício, que já concorreu ao cargo em 2012 e 2016.  

Durante a transmissão do cargo, nessa sexta-feira (19), Casagrande disse que o momento entra para a história do Espírito Santo e citou o poema da capixaba Viviane Mosé, presente ao evento, chamado Ponto de Fusão, para exemplificar a união do governador e agora da governadora em exercício, Jaqueline Moraes.

A solenidade de transmissão do cargo aconteceu no Palácio Anchieta, em Vitória,, onde Jaqueline ficará durante o período à frente do Governo do Estado.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
2 Comentários
  • Fabrício Marques Concilher , sábado, 21 de setembro de 2019

    Jaqueline é um bom nome para a cidade. Já foi vereadora da cidade e conhece bem a cidade. Além disso, é a nossa vice governadora. E tal função, vai contribuir e MUITO para uma possível cargo de prefeita. Enfim... Vamos aguardar um pouco mais. Vejo vários pré candidatos que NUNCA ocuparam cargos semelhantes pleiteando a prefeitura. Pré candidatos tentando surfar em uma onda "conservadora" que já está se desfazendo. Pré candidatos que estão se mostrando "contra tudo e contra todos" sem diálogo. Aliás, para governar Cariacica, é preciso diálogo, serenidade e articulação. E isso, não vejo em um candidato da extrema direita que NUNCA fez nada pela cidade e vive pegando carona em outros políticos. Enfim... Eu Amo Cariacica e quero o melhor para a minha cidade.

  • RONALDO CHAGAS VIEIRA , terça, 24 de setembro de 2019

    Excelente quadro político da renovação estrutural, todavia, precisamos dela no palácio, assim como o nosso único deputado, que continue na assembléia, trazendo recursos pra cidade. Já sofremos muito, desde a construção das 5 pontes, quando nos separaram do mar. Falta-nos, saneamento, saúde e educação de qualidade. Vamos dar o grito dos excluídos. Para tanto, precisamos de união dos atores da politica local.

Matérias Relacionadas

Servidores denunciam Renato Casagrande à Comissão de Ética do PSB  

Categorias apontam que apoio do governador à reforma da Previdência é caso de infidelidade partidária

Governador anuncia 28 novas escolas em tempo integral em 2020

O número de alunos irá dobrar com a expansão, que incluirá também escolas do campo

IBGE detecta volta do aumento da desigualdade social no Brasil

Apesar da conjuntura nacional, está ao alcance de Renato Casagrande reduzir isenções fiscais e sonegação

Orçamento 2020 cresce 11,45% e reflete expansão da economia no Estado

Apesar da postura cautelosa de Casagrande, projeto que será votado na Ales indica melhorias no cenário