Campanha Adote um Futuro - semeando conhecimento para colher dignidade

Escola Família Agrícola em Montanha necessita de recursos para alimentação e atividades pedagógicas

A Escola Família Agrícola (EFA) de Vinhático, em Montanha, está angariando doadores permanentes que garantam recursos financeiros complementares para a alimentação e atividades pedagógicas dos alunos de família com renda per capita baixa e que se encontra em condição de vulnerabilidade social, público que corresponde a 80% do total de 150 dos matriculados. 

A “Campanha Adote um Futuro - semeando conhecimento para que o povo possa colher dignidade” funciona desde o início deste ano e continua aberta a novas adesões, que podem ser feitas por meio de formulário na internet, em que constam os valores pedidos, a partir de R$ 50 por mês por aluno.



A Escola é filantrópica e funciona em prédio próprio do Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo (Mepes), tendo parcerias com o Governo do Estado, que faz o pagamento dos professores, com a Prefeitura de Montanha, que custeia os demais servidores e energia elétrica, e outros apoiadores locais, como comércio, igrejas e instituições. Outra fonte de recursos são as festas, campanhas e outras atividades, que já são parte do dia a dia da escola. 

Sediada em prédio em Montanha, norte do Estado, atende a famílias oriundas também de vários municípios vizinhos, como Mucuri, Nova Viçosa, São Mateus e Pedro Canário. “As famílias já gastam com o transporte dos estudantes, o que dificulta contribuir com a alimentação”, explica o professor Alex Nepel Marins, um dos mobilizadores da campanha. 

Como instituição filantrópica, a EFA Vinhático “desenvolve um serviço de caráter social e de interesse público e visa promover o desenvolvimento sustentável do campo através da formação integral das pessoas, para que elas possam ser sujeitos transformadores da sua realidade, promovendo a solidariedade e o respeito ao meio ambiente”, ressalta o texto da campanha. 

São oferecidos o Ensino Básico e Profissionalizante, do 6º ano do Ensino Fundamental à 4ª série do Ensino Médio, no sistema da Pedagogia da Alternância, além de atividades de formação com mulheres, agricultores e famílias de estudantes matriculados na escola, trabalhando para que todos tenham acesso à educação de qualidade. 

O setor financeiro da EFAV mantém uma lista atualizada de todas as famílias que vivem em situação de risco socioeconômico, identificando-as em ordem de prioridade. As famílias beneficiadas pela campanha assumem, com a escola, o compromisso de acompanhar o desenvolvimento escolar dos filhos, bem como assessorar os mesmos no desenvolvimento das atividades do meio sócio comunitário, dispondo a participar dos eventos e atividades promovidos pela escola, como assembleias, encontros de formação, reuniões, festejos e seminários.

Além disso, a acompanhar as atividades realizadas pela escola durante o período da sessão escolar e contribuir no planejamento das atividades do período da estadia por meio do Caderno de Acompanhamento; contribuir com os estudantes na realização de atividades que necessitem de envolvimento direto da família, como avaliações, pesquisas, experiências; e acompanhar e estar atento ao processo de avaliação do desempenho escolar do estudante.

Já os doadores que estiverem regulares com as suas contribuições poderão solicitar relatório do desempenho geral dos estudantes, realizar visitas ao espaço escolar com objetivo de conhecer o trabalho desenvolvido, e solicitar acesso ao balanço financeiro da instituição.

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para mantê-lo ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Matérias Relacionadas

Alunos de escolas agrícolas devem ter mesmo tratamento que de escolas públicas

Equiparação está prevista na Constituição estadual e foi demandada em audiência pública na Ales

Escola comunitária de Colatina inaugura sede própria

Uma história inédita no Brasil de mobilização e vitória. Comunidade lutava desde 1994 pela Emcor

Ales cria Frente Parlamentar pela Educação do Campo e Pedagogia da Alternância

Iniciativa de Iriny Lopes, Frente apoiará pautas do Comitê Estadual, como reabertura de escolas fechadas