Sugestão Netflix: Águas Rasas

Outro filme de ataque animal que rompe com a tradição de Spielberg para contar uma história imprevisível 

Águas Rasas é um “filme B” despretensioso de bons recursos técnicos, mas o diretor Jaume Collet Serra mostra domínio da new media art, ainda pouco utilizada no circuito comercial.

Outra produção de ataque animal que, assim como Medo Profundo, rompe com a tradição de Spielberg para contar uma história imprevisível apesar dos diálogos ruins. 

A atriz Blake Lively vive a surfista Nancy em viagem de férias ao México e o guia Carlos a leva até uma praia deserta, deixando sua companheira de viagem no hotel.

Nancy se isola da família para se recuperar de um trauma do passado que a fez abandonar o curso de Medicina. Como é de costume acontecer nos “filmes B”, a jovem incauta dispensa o guia, sendo que suas únicas companhias são dois surfistas estranhos. 

Ela usará seus conhecimentos médicos para sobreviver às intempéries naturais e aos ataques de tubarão, usando de estratégias inverossímeis, mas que por algum motivo funcionam no filme. 

Comente Aqui
Confirme seu comentário no e-mail em até 48 horas para manter ativo.
Atenção caros leitores, comentários com link não serão mais aceitos. Evite ser bloqueado.
0 Comentários

Seja o primeiro a comentar.